Psicobiofísica  

Referência Especial: 

 Autor:

Dr.Hernani Guimarães Andrade                                                                                                                                                                                  

Editora Pensamento  PSIQUÃNTICO 

IntroduçãoaosConceitos                                                                                                                                    Psicobiofísicos                                                                                                                                                            Átomos:                                                        

 

 Modelos Atômicos:                                                                                                                                                                                                                                                   

 

 

Átomo de  Thomson          Átomo de Rutherford             Átomo de Bohr       Átomo de Bohr de Broglie

Modelo de Thomson - A descarga elétrica através dos gases rarefeitos abriu uma porta para a elucidação do problema da constituição da matéria. Entretanto ,fez com que se descortinasse um panorama de dificuldades, imensamente maior do que a perspectiva que se tinha até então, acerca do problema da estrutura da matéria. A imagem do átomo começou a complicar-se. À medida que se elucidavam algumas questões, outras indagações surgiam em número maior. É natural que se fossem dadas respostas às mais imediatas.

Thomson possuía duas peças principais do complicada quebra-cabeça: a existência dos eléctrons negativos e a dos íons positivos,independente da natureza da substância da qual eles procediam: corpúsculo de eletricidade negativa, e corpúsculo de eletricidade positiva. Parecia a Thomson ser óbvio que estes fossem os componentes últimos dos átomos da matéria. O elétron era sempre o mesmo para qualquer elemento químico; era também o componente mais leve dos dois. Os íons positivos variavam entre si apenas quanto à massa, mas, substancialmente, pareciam feitos de eletricidade positiva. Sua massa era muito superior à do elétron como unidade, o íon positivo mais leve é o do hidrogênio; este tem cerca de 2.000 vezes a massa do elétron, um pouco mais precisamente = 1836 vezes.

Modelo de Rutherford - A carga elétrica positiva encontrava-se concentrada em um ponto único; provavelmente no centro do átomo. Os elétrons (carga elétrica negativa) achava-se nas partes externas, como planetas gravitando no seio de imenso vazio, ao redor de um minúsculo e denso núcleo formado pela carga positiva. O mais surpreendente foram os resultados numéricos obtidos com a medição dos ângulos de espalhamento das partículas alfa. O núcleo positivo do átomo mostrou-se pequeníssimo, em comparação com o tamanho do próprio átomo. Calculando-se o raio da primeira órbita do átomo de hidrogênio (não excitado), obtém-se aproximadamente 5,29 x 10¨9¨cm.  O raio do núcleo (positivo) dos átomos dos diferentes elementos, calculado pelo espalhamento observado no espintariscópio, é de ordem de 1,5 x 10¨¨13 cm. A relação obtida , dividindo-se um pelo outro é: 5,29 x 10¨¨9  :  1,5 x 10¨¨13 =  35.000 vezes.     

Modelo de Bohr - O modelo do átomo de Bohr, é um aperfeiçoamento do modelo de Rutherford. No seu 1º postulado: Os elétrons, nos átomos, podem ocupar apenas certas órbitas bem determinadas (discretas). Quando se encontram nestas órbitas, eles não emitem nem recebem energia radiante, de maneira contínua. O 2º postulado: Para ocorrer troca de energia radiante, os elétrons devem saltar subitamente de uma para outra órbita, sem ocupar o espaço intermediário. Quando isso ocorre o elétron recebe ou imite um único fóton, cuja energia é igual à diferença entre as energias correspondentes ao estado inicial e final.  

O Psiátomo

 Modelo Atômico do Psiátomo

Modelo do Psiátomo - São formados pelas psipartículas que compohe o átomo psi. São elas: o bion correspondendo ao elétron; o percepton, equivalendo ao nêutron; e o intelecton, correlato do próton.

Bíon - É o agente vivificador da matéria física. Ele corresponde ao elétron, na composição do átomo material. Poderíamos batiza-lo mais apropriadamente de psielétron. Mas para caracterizá-lo melhor pelas suas funções, preferimos manter o nome proposto: bion.

Percepton - É a psiparíicula de percepção-memória. É o corpúsculo psi possuidor da faculdade de perceber os estímulos, ou informações, e registrá-los em uma sequência  histórica espaço-temporal.              

Intelecton - É também uma psipartícula portadora das características de uma consciência quântica pura, não a psicológica oriunda de estruturas de qualquer sistema nervoso. À semelhança do percepton, o intelecton de ter participado na organização e evolução dos seres vivos primitivos, imprimindo-lhes tendência para a conquistas dos meios de expressão da consciência psicológica, através do órgão adequado. 

                 A Quarta Dimensão: Experiência e hipóteses de Zollner

 

Campo Biomagnético: É uma espécie de campo psicobiofísico de natureza magnética. Sua principal característica é poder circular em uma direção perpendicular ao nosso espaço, isto é passar do hiperespaço para o espaço físico, e vice-versa. Ele é gerado com o movimento dos bions. Em determinadas circunstâncias, ele pode também ser gerado com o movimento dos elétrons nas camadas orbitais dos átomos. O CBM - Campo biomagnético, serve de elo de ligação entre a matéria física e matéria da psi; por conseguinte ele possibilita a transferência de informação entre os objetos do espaço físico e os do hiperespaço, e vice-versa; poderiamos dizer, ainda, entre o mundo espiritual e o mundo físico, e entre o físico e o espiritual

Fenômenos Paranormais:

No conjunto dos fenômenos naturais, há aqueles cujas causas são explicáveis pelas leis conhecidas e tidas como válidas pela Ciência; são os fenômenos considerados normais. Entretanto, há também aqueles outros, devidamente comprovados por meios de evidências observacionais seguras, cujas as causas ainda resistem a uma explicação pelas leis conhecidas e aceitas pela Ciência; estes são os fenômenos considerados paranormais.

Modelos Quãnticos

Desde de tempos remotos algumas sociedades já se utilizavam desses modelos, esteve presente durante muito tempo em sociedades fechadas: Religiosas, Clãs, Tribais,   não sabemos o motivo mas desapareceram sem deixar rastros, apenas ficaram fragmentos que tentamos resgatar sua aplicabilidade. A física quântica trouxe novos horizontes e a possibilidade de desenvolver um conhecimento que sempre esteve entre nós e que ficou inativos dando lugar a outros arquétipos condicionantes e irrefutável, frente a lógica dos modelos clássicos da ciência moderna. A Psicobiofísica, nesse momento atual de aplicabilidade a saúde; vou usar um termo mais amplo que talvez possa expressar melhor a sua intenção é  o termo Transdisciplinariedade, algo que vai além do que já se convencionou em termos de integração, disciplinas, e outras multi. Simão Dias.

A nova consciência é porta de saída para a liberdade de pensar e modificar as formas fechadas de funcionamento mental, que limitam o desenvolvimento de nossas capacidades de estabelecer uma ponte entre os dois planos, o universo em que vivemos e o universo paralelo. O exercício da experiência e do conhecimento é a possibilidade de modificar modelos estruturais físicos, de uma realidade presente que deixa a desejar. 

            Psicobiofísica  Aplicada  À Saúde   

          PROGRAMA  DIGA  NÃO À  LOUCURA 

Desenvolvido pelo Psicoterapêuta  W. S. Andrade

Uma abordagem psicoterápica capaz de modificar, prever, transformar, restabelecer, e regatar  a  Saúde Mental,  contribuindo para uma melhor condição de vida, física, social,  e  espiritual. Uma visão amplificada e análise do Psicodiagnóstico das questões Psiquiátricas e Psicobiofísicas.

  1. Dupla personalidade.Pensamentos persecutórios.Medos generalizados. Pesadelos.Experiências fora do corpo. Convulsões.Distúrbios Bipolar.Uso de drogas ou medicamentos.Desvio de comportamento.Agressividade. Manifestações espirituais.Síndrome do Pânico.Neurose. Psicose. Esquizofrenia. Viagens Astrais. Paranormalidade.

e-mail:tvibracional@uol.com.br

Voltar